Residencial Cristo Rei
Destaques

Osteoporose

16 de agosto de 2017
Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

A osteoporose é uma doença que acelera a perda de massa óssea e é um problema que acontece com o envelhecimento. Em algumas pessoas, a perda de massa é muito maior, devido à pouca absorção de minerais essenciais e de cálcio. Se quer entender um pouco mais sobre essa doença, acompanhe o artigo, pois vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre a osteoporose e o que fazer para evitar.

A maioria dos pacientes que sofrem com osteoporose são mulheres. Em cada quatro indivíduos com a doença, três são mulheres, pois a pós-menopausa contribui muito para a perda de massa óssea. A falta do estrogênio, que é um hormônio feminino, deixa os ossos porosos como uma esponja, além disso, o envelhecimento contribui muito para o aparecimento do problema.

Essa é uma das maiores causas das quedas e fraturas em idosos, e existem alguns fatores de risco que você precisa ficar atento, como o histórico familiar de osteoporose. Se você tem parentes com osteoporose, comece a se prevenir muito antes.

Veja mais fatores de risco
— Pele branca
— Sedentarismo
— Pessoas muito magras e pequenas
— Bebida ou fumo em excesso
— Baixa ingestão de cálcio e vitamina D
— Alguns medicamentos, como glocorticoides e heparina
— Diabetes, linfomas ou artrites reumatoides
A coluna vertebral, o fêmur e o pulso são os lugares mais afetados por essa doença. A osteoporose é o segundo maior problema de saúde mundial, ele fica atrás apenas das doenças cardiovasculares. Separamos algumas coisas que você precisa saber sobre a osteoporose, confira.

Osteoporose: uma doença silenciosa
A osteoporose quase nunca apresenta sintomas, muitas pessoas só descobrem que sofrem da doença quando acontece algum acidente relacionado a perda de massa óssea como uma queda ou fratura. Se você faz parte das pessoas que tem predisposição para a doença e está entre os fatores de risco não deixe de fazer exames preventivos, dessa forma ela pode ser diagnosticada antes e você evitará fraturas.

Os ossos recebem bastante influência do estrogênio
Como comentamos esse é um hormônio muito presente nas mulheres, mas também está presente nos homens, mas em menor quantidade. O estrogênio ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea e por isso as mulheres são mais afetadas pela doença, pois como já falamos, a menopausa abaixa os níveis de estrogênio bruscamente.

Diminuição da estatura pode ser sinal de osteoporose
É muito importante ficar atento aos sinais, ter muita dor nas costas e diminuição de estatura pode representar fraturas causadas pela osteoporose.

Cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose
É a segunda doença que mais aflige as pessoas, isso quer dizer que uma grande parte da população, não só do Brasil, mas do mundo, sofre com a osteoporose. Além disso, uma a cada quatro mulheres com mais de 50 anos desenvolve a doença. Os números são bem assustadores, cerca de 2,4 milhões de fraturas por ano acontecem por causa da osteoporose, e cerca de 200 mil brasileiros morrem todos os anos em decorrência destas fraturas.

Os lugares mais atingidos pela osteoporose, além do pulso e do fêmur, são os braços e as vértebras. Mas as fraturas mais perigosas são do colo do fêmur, pouco menos da metade dos pacientes que sofrem essa fratura morrem dentro de um ano.

Diagnóstico precoce
Como já mostramos é possível prevenir a doença e também fazer exames para saber se existe perda óssea, nesse caso, a medida é feita pela densitometria óssea. É importante fazer essa medição a partir dos 65 anos, principalmente as mulheres, no caso dos homens é indicado fazer a medida a partir dos 70 anos. É claro que se você possui um ou mais fatores de risco deve fazer o exame bem antes, com cerca de 50 anos os homens e mulheres com fatores de risco devem fazer a medida.

Prevenção
É por meio da alimentação saudável que você começar a fazer a prevenção da osteoporose. É importante ingerir cálcio e produzir vitamina D, esses dois nutrientes são importantíssimos e ajudam na prevenção. Você vai encontrar cálcio em alimentos como os laticínios, feijão branco, verduras escuras ou tofu. É importante também ter atividades ao ar livre para produzir a vitamina D, é com a exposição ao sol que ocorre a produção Vitamina D na pele, além disso, fazer exercícios físicos e fortalecer o esqueleto é muito importante para a prevenção da doença.

É possível tomar algumas medidas para prevenir o problema, além da alimentação, é importante tomar alguns cuidados, como diminuir o consumo de bebida alcoólica e reduzir fumo.

O tratamento
Uma boa notícia é que a osteoporose tem cura, existem tratamentos eficazes e caso você já tenha a doença é possível começar a tratar antes de acontecer um acidente. A osteoporose nem sempre gera algum sintoma, é claro que pode aparecer alguns como dor crônica, encolhimento, deformidades e outros como a própria lesão. Mas o exame é muito importante e você deve fazer.

Os tratamentos não vão reverter a perda óssea que você já teve completamente, mas vai ajudar a evitar mais perda. O tratamento vai depender do grau de osteoporose que você tem, mas é importante prestar atenção na sua alimentação, o médico pode indicar medicamentos com cálcio e vitamina D, ter uma exposição moderada ao sol, praticar exercícios físicos como uma caminhada, e, no caso das mulheres, fazer terapia hormonal.

Não deixar de prestar atenção na sua massa óssea, você não pode deixar a doença se instalar e causar danos a sua saúde como fraturas e quedas. Preste atenção nas formas de prevenção e faça o exame depois de 65 anos (para as mulheres) e 70 anos (para os homens). Converse com seu médico e veja o que mais você pode fazer para prevenir essa doença que é muitas vezes silenciosa e gera muitos problemas.

Fonte: www.mulhercomsaude.com.br


Usina Superior